domingo, 22 de junho de 2008

INTERLÚDIO AMOROSO

AMETISTA_TAMARA DE LEMPICKA

As cerejas do teu pomar

Não as ponho nas orelhas

Mas com elas faço o jogo

Que o Mundo no teu olhar

Vem em meus lábios

Beijar...

Luís Lourenço

10 comentários:

Aninha disse...

Domingo- 11h05
RJ- Dia nublado e triste


Belíssimo!
Que as cerejas cheguem aos teus lábios com o beijo da amada.
Sucesso

~pi disse...

como se branca


água


[ branca tarde


en


farinhada




~

Graça Pires disse...

Simples e deliciosamente a saber a cerejas.
Um beijo.

Mariz disse...

Véu de Maya...apaixonou-se? Por alguma máscara fictícia, ou na sua realidade?
Talvez os extractos de Nietzsche servissem para esse "encantamento", não? Ou alguma foto...quem sabe?
Aqui tudo é possível. Sonhos sonhados, de irreais presenças. Ou substâncias formadas de pele de cerejas...sem nunca serem tocadas. Ou a outra alma que vive em si ou consigo, se contenta?

Mariz
(sem som doutrinário...apenas de interrogação)

mdsol disse...

cerejas... parece que é como elas que são as palavras... eu gosto de cerejas, gosto de palavras, gosto da palavra cereja... só posso gostar de palavras que têm cereja...
:))

VEU DE MAYA disse...

Mariz, Este tipo de poesia não precisa de ser interrogada... ou moralizada...
Tal como as cerejas que sendo vermelhas e sumarentas são para ser saboreadas...

:)

Mariz disse...

Carpe Diem!

Honras de resposta...óptimo!
A interrogação - que não tem nada de moralista, nem eu sequer...vê-se bem que não me conhece... - mas o que escrevi tem toda a pertinência, dado o lençol que escreveu como contrapartida ao que lhe dirigi. Só!
Grata fico pois de se ter dado ao luxo pelo tempo - embora nesse sentir apaixonado que é coisa que os amantes não têm - e escrever a alguém que se mostra tão diferente de si, afinal - ao contrário do que parecia inicialmente! Bons tempos!
Mariz

heretico disse...

cerejas, melhor que brincar com elas é ... tricá-las!

digo eu que não resisto a cerejas...

NAELA disse...

Imagem libertadora...palavras que divagam ao som da guitarra ao desejo de ser beijado nos labios contornados a sabor a cereja!
Gostei muito;)
Beijo doce

mariam disse...

lindo!

pois...Gosto do gosto das cerejas
maduras, vermelhas, redondas...

um sorriso ;)