sexta-feira, 14 de novembro de 2008

A VOZ DOS VENTOS

A VOZ DOS VENTOS_RENÉ MAGRITTE[ouvir-Cavaleiro Monge-Mariza-barra de vídeo, a partir do replay]
*
É o sonho da vida no voo da verdade
onde a verdade não levanta voo da vida
mas voa sobre a vida na sua própria pluralidade;
*
o projecto da vida no sonho da liberdade
onde o projecto não é a verdade ser senhora da vida
mas a vida ser senhora do projecto e da verdade;
*
o percurso e a pluralidade dos caminhos
onde a verdade sobre a vida é por ela deambular
e dela exalar o cheiro de seus perfumados cadinhos;
*
a roda da afirmação e a jubilosa alegria
com que a frágil verdade e a preciosa vida
chegam a entrelaçar-se numa pujante harmonia;
*
o grande cansaço e a perigosa fadiga
onde a verdade pode escapar-se da vida
e a sua paixão alienar-se numa triste fantasia;
*
a contradição da vida no segredo universal
onde a dor abundante e a escassez da alegria
ocultam mum misterioso véu o seu ser primordial;
*
a bravura da vida à hora da realidade
onde a liberdade quebra a casca da fantasia
e imprime ao projecto toda a garra e veracidade;
*
É o sonho da vida no voo da verdade
e a viagem da vida no sonho da liberdade;
a alegria plena e a absoluta aspiração
na roda sagrada da afirmação
onde a vida e a verdade podem chocar
em ardente e trágica contradição;
A bravura da vida à hora da realidade
onde a liberdade sem cortar com a fantasia
é ela própria a rainha e a felicidade!...



Luis Lourenço

19 comentários:

Vivian disse...

...bom dia, poeta das letras mágicas!!

muahhhhhhhhhhhhhhhhhh

Cidinha disse...

Bom dia,

Nada como belas palavras para começar um dia...vida, verdade, liberdade...difíceis conquistas, caminhos árduos...liberdade quebra a casca da fantasia...mostra bem a fragilidade da fantasia, e o poder da liberdade

Abraço
Cidinha

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Luís, maravilhoso poema... Adorável de se ler Poeta... Bom fim de semana,
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Bandys disse...

Sensivel, belo texto.

a bravura da vida à hora da realidade

onde a liberdade quebra a casca da fantasia

e imprime ao projecto toda a garra e veracidade;

*

Sonhadora... disse...

Obrigada pelo carinho... no silêncio encontramos o sabor de tudo.

vou linkar vc tb!

bjos e ótimo fds!

Flor ♥ disse...

Boa tarde ao poeta!

Que prazer navegar por este Blog belíssimo... imagens, músicas, arte: tudo de excelente bom gosto e requinte! Parabéns pelo Blog...

E é um prazer estarmos juntos na Blogagem Interlúdio com Florbela. Se puder, traz o selinho pra divulgar neste lindo Blog...
Já linkei vc como participante, para que, em 8 de dezembro, prestemos a devida homenagem à divina Florbela Espanca.

Beijos e um excelente final de semana prá vc.

Menina do Rio disse...

O sonho da vida voa, nas asas do pensamento...

Um beijinho e bom final de semana

EternaApaixonada disse...

*****

São 17 horas e o sol ainda está a brilhar, após uma semana de chuvas...
Estava já com saudades de entrar aqui!
E encontro a voz dos ventos a me convidar para me acomodar e sentir a beleza de seu poema!
Obrigada pelas visitas aos meus blogs, querido poeta!
Um ótimo fim de semana!
Beijos com meu carinho

*****

~pi disse...

oval de esperança

e luz



~

heretico disse...

a verdade e a vida entrelaçadas como síntese aberta a novos vôos onde não há lugar a "alienação em triste fantasia..."

assim Vontade se fecunde em Desejo. e a pluralidade dos caminhos conflua no "sonho de Liberdade"...

gostei muito.

abraços

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Toda vez que aqui venho, preparo-me para a emoção que é ler um poema tão vivo, belo, emocionante, tocante...
A voz dos seus versos me chegam tão deliciosamente quanto a dos ventos...
Beijos e borboleteios querido!

isis de la noche disse...

hermoso... he sentido la caricia de la voz de los vientos...

un poema magistral, lleno de esperanza y de la promesa de la libertad...

Qué gusto haber encontrado este tesoro en esta visita!!!

Un abrazo ;)

Cadinho RoCo disse...

A vida, a liberdade, a felicidade e rudo mais que surge como componente desses elementos estabelecem propósito de união feita em eu nós e mais eles e elas numa sucessão de encontros e surpresas a proporem o delírio da realidade em sonhos fantasias e elucubrações capazes de distinguirem e confundirem o ser por inteiro.
Cadinho RoCo

mariam disse...

Luis,
que bom quando se chega a um patamar em que isto se consegue: "A bravura da vida à hora da realidade onde a liberdade sem cortar com a fantasia
é ela própria a rainha e a felicidade!"
~~~~~ bem ando a tentar! mas que difícil é! :) ~~~~

excelente poema (como sempre) :)


bom resto de Domingo e melhor semana
um grande sorriso :)

mariam

Carla disse...

em suma...a verdade da vida, ou a vida com verdade em palavras tão especiais!
beijos e boa semana

Graça Pires disse...

O sonho. A vida. A liberdade.
Muito belo.
Um abraço.

Cleo disse...

Caríssimo Luís, novamente a mágica das palavras num poema lindo e sensível.
que a voz dos ventos levante o véu das contradições, leve para longe o cansaço e a fadiga da verdade. e volte a reinar a paz.

Beijos doces prá você!
Bom início de semana.
Cleo

rosasiventos disse...

agora folha agora[esquecer perder-se de entrar,






beijo

João da Silva disse...

Eu ia dizer, mas a Vivi já disse: letras mágicas. Você é um mago das palavras e dos pensamentos, meu caro Luís.
Abraços fortes do seu entusiasta e seguidor, o João