quarta-feira, 19 de novembro de 2008

VIDAS SAGRADAS E PAIXÕES ARDENTES

MAGIA NEGRA_ RENÉ MAGRITTE

[ouvir Moonlight Sonata_Beethoven-barra de vídeo lateral]

*
Vidas claras, quentes e sagradas,
Das paixões ardentes na nascente
Como o Sol das praias vadias no poente,
E a embriaguês louca nas madrugadas...

*
Desfolho uma orquídea envergonhada,
Atiro-a pró céu, qual ardente estrelinha,
Partilho com ela à sedução dançarina
E aos risos do prazer, brisa na madrugada...

*
Os jactos de prazer escorrem à flor da pele
Nossos beijos são doces como o mel
Enfeitiçou-nos o doce sabor às amoras...

*
Somos a vida e o navio, e a ilha voluptuosa,
E, ingenuamente, na madrugada silenciosa
Qual paixão? o encanto das nossas horas!...

véu de Maya


20 comentários:

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Que soneto mais belo, Luís!
Voluptuoso, luxuriante aos olhos, um prazer de ler!!!
Se em teu último verso não tivesses mencionado qual o destino, ainda assim, eu te seguiria!
beijos e borboleteios^^

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Do modo como estava, já o achava perfeito... Agora, não sei como dizê-lo!
É sempre um momento de magia encontrar teus versos, amado poeta!
beijos cósmicos a ti!

isis de la noche disse...

"Somos la vida y el navío, y la isla voluptousa. E ingenuamente, en la madrugada silenciosa... ¿cuál pasión? el encanto de nuestras horas!"

qué belleza... me ha cautivado...hermoso soneto... bellísima sonata...

Un abrazo.. me voy realmente inspirada. Me encantó pasar por aquí ;)

Rosa Carvalho disse...

Que soneto encantador, adorei!!!!
De uma profundidade intensa.
Me fez lembrar Voltaire:
"Paixão é uma infinidade de ilusões que serve de analgésico para a alma.
As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens nem aventuras nem novas descobertas."

Parabéns pelo seu blog.

Nela disse...

Olá Luis, antes de mais obrigada pelo seu comentário agradeço muito, e sabe adorei visitar o seu blog, que belos amigos poetas que eu tenho, escreve lindamente os meus parabéns,é verdade as paixões são como o vento para alma, mas é mágico e sempre bons momentos,quando são bem passados bem apreciados...prometo voltar e ler com mais atenção, e então irei responder também com atenção, beijinho e um belo dia.

Bandys disse...

Nossa bewlissimo.Profundo

Somos a vida e o navio, e a ilha voluptuosa,
E, ingenuamente, na madrugada silenciosa
Qual paixão? o encanto das nossas horas!...

Beijos e parabéns a foto ta linda

FERNANDA & POEMAS disse...

Querido Luís, maravilhosamente poética a tua escrita...Adorei Amigo... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

mdsol disse...

Muito bom!

Magia!
:))

Menina do Rio disse...

Mágico! Paixões ardentes em praias vadias. Bebo ao prazer das madrugadas!

Um beijinho

Duarte disse...

Agradeço a divulgação deste belo poema, já que tenho certa debilidade pelos sonetos.

:)))

mundo azul disse...

Parabéns, pelo belo soneto!

É um prazer ler bons versos...


Beijos de luz e um dia feliz!!!

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Um soneto cheio de paixão e amor! Lindo demais!
Um fim de semana cheio de paz e luz!
Beijos

Cidinha disse...

Oi, Luis

Sentir e falar da paixão, são coisas poderosamente inebriantes. E palavras nas mãos de um poeta como você, só podem exaltar tão sentimento, magicamente.

Um grande abraço
Cidinha

EternaApaixonada disse...

*****

Quando se está apaixonado tudo se transforma! A cor da vida se enaltece!
Fogo da paixão...
A escolha da música foi mais um gesto teu de encantamento! Perfeita!
A imagem mais uma vez contempla o bom gosto!
Enfim, só repetir: adoro estar aqui!

Um lindo fim de semana ao poeta querido!

Beijos carinhosos.

*****

sinhã, a. disse...

feitiço claro, quente e sagrado.:-)

Lu disse...

Olá, Luiz

Lindo!

Obrigada pelas suas gentis visitas e comentários. Agora estou na fase de falar pouco...rss
Beijo!

Bill Stein Husenbar disse...

Que belíssimo soneto, amigo Luís!

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Graça Pires disse...

Um belo soneto! Magritte... coincidências... Também gosto imenso. Um abraço.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Luís, belíssimo Soneto, mais uma vez adorei relê-lo... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

María disse...

Entré en tu blog por error y me alegro mucho de ello, porque he podido disfrutar de él, me parece precioso, gracias por tener la puerta abierta.

Un beso.