domingo, 29 de abril de 2012

A NÉVOA DOS TEUS OLHOS


*****
A névoa que vejo em teus olhos
 é ninfa como a bruma do mar...
Mas vem de vagas tãos rebeldes
 que cheira a brisa ao rebentar!
*
 Nas cordas da tua paixão
toco à virgindade dos risos...
Mas é nas irrupções do teu corpo
 que sou a harpa dos teus gemidos!
*
Nos teus olhos brincam sonhos
e nos meus vibram desejos...
 Mas é aos acordes da alma
que eles se embriagam risohos
e trocam espelhos por beijos!
*
 Entre os risos da madrugada
e o prazer dos teus folhos...
Rasga-se a volúpia sagrada
e a malícia dos meus olhos
em que te espelhas acordada!
*
Da ternura dos teus olhos
aos risos do meu olhar...
Todos os rios que correm por ti
 vêm desaguar ao meu mar!
*
 Quando te apartas de mim
 fico como a bruma de Outono...
Afago-te no meu cheiro distante
à espera que outra noite dançante
me leve outra vez até ti!...

Véu de Maya

3 comentários:

Mar Arável disse...

A ternura das palavras

como sempre

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Ler-te e ouvir-te é uma brisa suave para os sentidos...uma dança luxuriante de amor e volúpia.
Agradeço o teu comentário lindo no meu blogue, mas acho que não seria capaz de declamar os meus poemas, quando tive mesmo de o fazer, no evento do lançamento da Antologia em que participei...não me lembro de declamar (os meus filhos dizem que o fiz bem),não sei.
Tenho um filho que é encenador de teatro e também declama poesia,mas eu não me atrevo.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Rembrandt disse...

Querido amigo,
que hermosa son tus letras !!! Absolutamente bella y sensual tu manera de escribir, de expresar los sentimientos más íntimos.
Es un enorme placer leerte, escuchar tu poesía, tu música y pasear por tu sitio.


Gracias por tus palabras tan cariñosas de siempre.

Muitos beijinhos prá vocé.
REM