terça-feira, 24 de abril de 2012

TRAGO UM CRAVO...E O LUAR NA MINHA JANELA.


*****
Trago um cravo na lapela
E o luar na minha janela
Não nos roubem a liberdade
Porque a vida é cinderela...
*
Se cortarem esta flor-bela
Perderão o meu respeito
Pois sempre lutei por ela
Não quero ver o sonho desfeito...
*
Trago um cravo na lapela
E o luar na minha Janela
Não nos cortem a liberdade
Porque sem ela? Murchará a felicidade
E a vida? Esgotar-se-ia simplesmente,
Numa paixão triste, sem tela.

Véu de Maya

1 comentário:

heretico disse...

belo, Poeta.

façamos da Liberdade um destino de Igualdade e Fraternidade...