quarta-feira, 21 de maio de 2008

A importância dos Livros

Simbólica pintura de Sandro Boticelli
Lei draconiana contra os escritores

"Devia considerar-se o escritor como um malfeitor que não merece aceitação e graça a não ser nos casos mais raros: seria um bom antídoto contra a proliferação dos livros"Nietzsche, Da Alma dos Artistas e dos Escritores

4 comentários:

un dress disse...

não poderia estar mais de acordo!!




[ obrigada, luís! :)

herético disse...

também concordo. os livros num mundo de plena sabedoria são dispensáveis.

(mas nunca queimados, helás!)

luis lourenço disse...

Meu caro herético, a utopia é sempre uma profecia que o tempo de devora...mas a sabedoria é o grande teste ao ritmo do relógio pendular.
Mas queimar livros na fogueira é sempre um desperdício, nalguns casos, um erro gravíssimo.

Um abraço

luis lourenço disse...

Un dress, grato pela vista e pela sintonia clarivdente.

beijinho