quinta-feira, 9 de abril de 2009

VÉUS DO MISTÉRIO

PONTES DO FASCÍNIO[Andrea Bocelli- Con TE Partiro-Barra de vídeo]
*
É a luz na crença e na descrença
onde o divino se joga e irradia no humano
como fonte da reverência ou da irreverência;
*
o espanto perante o desconhecido
onde o homem busca e interpela o divino
até se sentir mais forte e menos desprotegido;
*
a adesão ao mistério e aos dogmas
onde o homem descobre em Deus e no Universo
fantásticos poderes e reconfortantes provas;
*
a abertura crítica e a fantástica lucidez
onde a interrogação sobre a existência de Deus
é também interpelação ao Mundo e à sua malvadez;
*
a vertigem e a aventura do sentido
onde o homem erra na dúvida ou navega na fé
até o divino brilhar num sol mais temperado e colorido;
*
a religião do humano ou do divino
onde o homem adora a Deus ou a ele próprio
para se admirar num espelho ainda desconhecido;
*
É claridade na crença e na descrença,
mistério no divino ou altivez no humano,
como no transe entre o sagrado e o profano;
Elevação mística ou formidável lucidez
onde a interrogação sobre as fortalezas de Deus
é também interpelação ao Mundo e à sua malvadez;
Ritos entre o sagrado e o profano
celebrados a Deus ou à adoração do humano
até este se fortalecer em sobre-humano!...

Véu de Maya.
Páscoa feliz a todos que comentam e visitam meu Blogue.

15 comentários:

Zé Camões disse...

"onde o homem adora a Deus ou a ele próprio" - O homem tem de se adorar só a ele, Homem = DEUS :)
Cumprimentos

Cidinha disse...

Luís,

Este teu poema dá o que pensar, gostei demais. Religião, fé, divino são propriamente propriedade de nós, seres humanos, fazem parte de nossa vida, muitas vezes questionamos, muitas vezes sentimos a presença do divino de uma forma tão forte e poderosa, que nem as palavras são capazes de explicar o seu significado. Uma feliz Pácoa para você.

até
Cidinha

CARLA FABIANE... disse...

Oi, !!

Uma linda páscoa para vc ...
BEIJOS

Judô e Poesia disse...

"Ritos entre o sagrado e o profano,
celebrados a Deus ou à adoração do humano", que achado! Você é um poeta de recursos. Apreciei muito o blog. Abraços. Domingos.

CARLA FABIANE... disse...

UM BEIJO!
FIQUE COM NOSSO DEUS ADORADO,ÚNICO...
UMA PÁSCOA DOCE!

Menina do Rio disse...

Mistérios...nada como estar envolto nestes véus!

Renascer, recomeço, encontros e reencontros, fraternidade,
amor, amizade, sonhos e esperanças, independente de filosofias
e credos. Tempo de plantar e colher. Não importa o simbolismo,
importa que o sentimento esteja presente em nossos corações.
São os meus votos nesta Páscoa

Um beijo

Nilson Barcelli disse...

Vim espreitar e gostei do que li.
Fazes boa poesia, parabéns.
Abraço.

mdsol disse...

Boa Páscoa também aqui pelo Véu de Maya!
:))))

Bandys disse...

Fiquei sem internet mas cheguei a tempo de desejar uma Feliz PAZcoa e desejar um domingo de muito AMOR paz!!

Beijos

Ynot Nosirrah disse...

Feliz Páscoa.

Vivian disse...

...olá meu lindo!

trago desejos de que sua
páscoa seja doce como seu
coração de poesia!

bjus meus

Ana Martins disse...

Beijinhos e votos de Páscoa Feliz,
Ana Martins

Olhos de mel disse...

Oie indinho, mistérios que o homem por mais que tente, jamais vai desvendar. E que você transformou em uma bela poesia! FELIZ PÁSCOA!
Beijos

•.¸¸.ஐA Borboleta apaixonada pela Rosa disse...

Segui tua reflexão e cheguei fascinada ao fim, ápice de um pensamento transmitido em versos da forma mais bela q se pode conceber!

A Luís, abençoados versos os que escreves. A luz pinga de tuas mãos e se escreve nas letras que tu digitas!

Beijos e borboleteios

Graça Pires disse...

A luz na crença, no divino, no mistério. "Os ritos entre o sagrado e o profano". Um belo poema.
Beijos.