quarta-feira, 22 de abril de 2009

VERTIGEM UNIVERSAL

LAVA DESLIZANDO PARA O MAR [Vangelis-Theme of Paradise-barra de vídeo].
*
É a reflexão e o preço do conhecimento
que quebram na estupidez a ignorância
e a ausência do pensamento;
*
a acção e a luta contra a doença
que as luzes da razão proporcionam à ciência
para elevar a saúde à sua plena existência;
*
a visão sensível e o cósmico radar
que se libertam entre o pensamento e a realidade
até chegar ao cume duma incontornável verdade;
*
o olhar inquieto e o impulso da criação
que imperam como pássaros longínquos
no cume do ser e da veneração;
*
a nobre causa e a terrível missão
que quebram na vontade as máscaras da ilusão
até bater nela ardente e feliz o coração;
*
a chama do fogo e a roda da invenção
que gravam na cultura da memória
os tesouros e os desvarios da civilização;
*
É vida e instinto, celebração e vontade,
poderes telúricos nos cumes da verdade,
e só fantasias dos caprichos da liberdade,
quando às voltas no carrossel da vaidade
e para o Mundo mais dor do que felicidade;
É a pergunta subtil e certeira: ser ou não ser,
e a vertigem do homem face à realidade
que o engloba e interpela
sem jamais poder sair dela!...



Véu de Maya

8 comentários:

Cleo disse...

Véu de Maya, forte este teu soneto, uma verdadeira celebração musical e poética, ainda mais escutando Vangelis, tudo de bom.
Beijos com carinho
Cleo

isis de la noche disse...

La pregunta certera...

La fuerza volcánica que evocas llega intacta a través de tus versos.. Estoy segura de que la verdad que no podemos poseer está en alguna parte de la poesía, del universo, de aquellos mundos que nos pintas...

Maravilloso, amigo, como siempre...

besos!!

•.¸¸.ஐA Borboleta apaixonada pela Rosa disse...

Ah... Quando o ser humano perceber que ele não é apenas um ser, mas uma humanidade, o Amor será o condutor da vida!

Beijos e borboleteios, Véu de Maya

Rosemeire Polegato disse...

a nobre causa e a terrível missão

que quebram na vontade as máscaras da ilusão

até bater nela ardente e feliz o coração;

Lindo, como sempre colocando todos os sentimentos na ponta do lápis.
Bjs.... Rose

CARLA FABIANE... disse...

LINDO!
PARABÉNS...
UM BEIJO .
BOM FERIADO.

Maria Clarinda disse...

(...) a pergunta subtil e certeira: ser ou não ser,

e a vertigem do homem face à realidade

que o engloba e interpela

sem jamais poder sair dela!...

Excelente!!!
Jinhos

Cidinha disse...

Luís,

Ser ou não ser.Dúvida...pergunta, enfim, em quantos momentos isto esta presente em nossas vidas.É o custo de sermos humanos. A foto, por sinal, bem escolhida combina bem com estes sentimentos.

Mar Arável disse...

Bjs