segunda-feira, 26 de abril de 2010

Ó NOITE

OVOS ESTRELADOS SEM PRATO_DALÍ
*****
Ó noite! és fogo ou terra?
Ou a vida que se perfuma,
entre os mimos do céu
e os carinhos da lua,
nas vagas secretas do mar,
em ilha que é bruma,
Nas orlas duma festiva hera!...



Véu de Maya

5 comentários:

Cidinha disse...

Ó noite! és fogo ou terra?

Quando que eu simples mortal, pensaria na noite, como fogo!!! Genial, meu amigo!

Ou a vida que se perfuma,
entre os mimos do céu
e os carinhos da lua,

Bonito demais, terno, doce...

Enfim, nada como ser poeta e temperar o cotidiano com tanta beleza e generosidade.

Com admiração
Cidinha

heretico disse...

belíssimo, meu caro Poeta.
verdadeiro Hino aos mistérios da noite.

abraços

Isabelle Dias ~ disse...

Palavras leves e grandiosas, como sempre.

Tenha uma linda terça!

Mar Arável disse...

Todas as noites são claras

se incendiadas

ETERNA APAIXONADA disse...

Meu querido

Sempre a explosão do sol a iluminar a lua!
Lindo demais! Como tudo que você faz...
Beijos de sua eterna apaixonada