sábado, 24 de abril de 2010

AH! A LIBERDADE...



*****
Trago um cravo na lapela

E o luar na minha janela,

Não nos roubem a liberdade,

Porque a vida é cinderela.

Se cortarem esta flor-bela

Perderão o meu respeito,

Pois sempre lutei por ela,

Não quero ter o sonho desfeito.

Trago um cravo na lapela

E o luar na minha janela,

Não nos cortem a liberdade,

Porque, sem ela, a felicidade

É como pincel sem tela!...

Véu de Maya





6 comentários:

dona tela disse...

ESTOU DE VOLTA. MUITO OBRIGADA POR TUDO.

ETERNA APAIXONADA disse...

Meu querido

Linda homenagem eternizada poeticamente!
Parabéns a Portugal e que a conquista seja também eterna!
Tenha um lindo dia!
Beijos com meu amor e paixão!

Cidinha disse...

Oi, Luis, tudo bem, meu amigo?

"Não nos cortem a liberdade,
Porque, sem ela, a felicidade
É como pincel sem tela!..."

Belíssimo, tocante definição.

Grande abraço
Cidinha

Mar Arável disse...

Um dia seremos de novo

crianças

sempre em Abril

heretico disse...

singelo e belo - como o mome da Liberdade!

gostei muito.

abraço

Isabelle Dias ~ disse...

"Porque, sem ela, a felicidade
É como pincel sem tela!..."

Lindo lindo lindo, assim como a liberdade, marcante e única.