sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Paixão Sublime_Albinoni


copyright
*****
Amo a luz das estrelas
Que me faz lembrar as artérias vermelhas
E os corações puros por desvendar
*
Amo o oceano profundo
Que me faz despertar nos rios de mim mesmo
As travessias sem fundo
*
Amo a altitude das colinas
Que me faz desflorar arcos-íris
E abismos por trás das cortinas
*
Amo a calma dos vales
Que me faz levitar nos ares
E nos voos tensos das aves
*
Amo as vertigens do silêncio
Que nos abrem os oásis imensos
Onde se poderiam plantar férteis pomares
Neste abissal deserto!
*
E amo ainda mais aquele coração profundo 
Donde irradia toda a emoção do Mundo
E que tal como um eco é um amor sem fundo!...
Véu de Maya

4 comentários:

Mar Arável disse...

Da minha escarpa vejo claramente

a vertigem da luz

Abraço poeta

Luis lourenço disse...


caro Mararável!
bendita seja essa escarpa que a luz visita, pois são raríssimos os hóspedes a quem a inspiração acolhe nos seus abraços.

Rembrandt disse...

Podemos encontrar en el corazón del Poeta ese amor profundo que irradia e ilumina a todo el mundo.
También a mi me fascina ver la luz de las estrellas, los óceanos ... parece que nos sensibilizan cosas parecidas Luis.

Muitos beijinhos y gran placer visitarte amigo mío.

REM

Luis lourenço disse...

ah, Rembrant!

A luz das mentes e das estrelas que fertilizam os corações humanos que não desistem de tornar o nosso planeta um lugar de paz e de liberdade e de amor universal são com certeza o elo mais profundo da nossa amizade estrelar. Grato pelo teu carinho de sempre e por seres quem és com esse coração maravilhoso. Um abraço apertado e muitos beijinhos para você.