quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

CRISTAL PURO


*****
Trago-te em mim, ó espelho do efémero!
Sinto que és na vida o meu fogo eterno
E, por isso, danço contigo nos fios do instante,
Como pássaro oblíquo em voo rasante...

*
Quando te desafio, abres-me a oferta,
Que é cristal de lucidez que à vida encanta,
Como a claridade que à floresta desperta!

*
Mas, se te toco, profundo, em silêncio,
No olhar trágico do clarão da tua origem!
Levas-me a vaguear pelo teu labirinto imenso...
E é aí, ao desvelar-te, que sou riso e vertigem,
E tu, no ápice, o voo leve que me levanta.


Véu de Maya





5 comentários:

VÉU DE MAYA disse...

Caro Mararável, no meu pc, no Youtube, e no meu canal de poesia, ouço muito bem.
Será que quando ouviste a declamação, tinhas o som baixo? Se tinhas o som normal poderá ser talvez do facto de nesse momento estares a usar pc portátil Wireless-sem fios..ou então o microfone do teu pc está baixo...não sei dar-te outra explicação...Não costumo por as letras dos poemas declamados, por razões que não dá para explicar aqui...Mas entendo que será bom que a poesia tenha a sua voz própria, já que estamos mais habituados a ouvir vídeos de música que naturalemnte se tornam mais apetcíveis pq o seu consumo é mais relaxante e quase pura receptividade.Ao fazer a postagem, sem querer apaguei a anterior onde estava o teu comentário. as minhas desculpas pelha falha. Mas o que sugerias-escrever a letra do poema, esta feito. obrigado.

abraços,

Véu de Maya

Parole disse...

Sempre doces as suas palavras...

Beijo

Sonhadora disse...

Querido Poeta

Como sempre uma viagem entre o sonho e a fantasia...entre o momento e o instante...um voo na imensidão da tua poesia.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

heretico disse...

celebração do efémero - em voo de águia. e seus abismos!...

abraço, caro Poeta.

isis de la noche disse...

la vida es una llama que no apaga.. un fuego sagrado.. sí..

como la pasión que aviva estos versos..


beijinhos! ;)