sexta-feira, 8 de maio de 2009

INOCÊNCIA PRIMORDIAL

FASCÍNIOS NO DESERTO[ Beethoven 5-First Movement-7m-barra de vídeo]
*
É o amor à inocência na vida dos seres
onde se cultiva a saúde e luta contra a doença
apesar de à morte não se poder contrapor resistência;
*
o orgulho de viver e ser feliz
que emerge como impulso de raíz
com força tal que jamais se violenta ou contradiz;
*
a persistência na espontaneidade
onde radica a fonte da vida e da alegria
que é também a fonte da própria felicidade;
*
o cuidado no amor e no convívio
onde o que não preenche e certifica a vida
cheira a decadência ou a hipocrisia;
*
a irradiação livre e as colinas da ambição
onde a plenitude à vida é uma nobre paixão
e a fuga à humanidade um desvio ou violação;
*
o jardim da ilusão diferencial
onde os humanos se irrigam uns aos outros
com o ar puro e a liberdade integral;
*
a simbiose da plenitude ao acto
como a teoria que se plasma na prática
e o pomar vital se revigora de facto;
*
É amor à inocência e zelo pela existência,
plenitude à saude e luta contra a doença,
apesar de à morte não se poder contrapor resistência;
Orgulho de viver e ser feliz
num impulso que jamais se contradiz
e onde a felicidade tem a vida por raíz;
Veracidade no amor e no convívio,
sem decadência ou hipocrisia,
e em filosofia, inocência e sabedoria!...



Véu de Maya

9 comentários:

Vivian disse...

...a felicidade plena habita
nas almas de quem tem na inocência
do olhar o gosto pela vida.

saudades de você...

um beijo

Clara disse...

Querido amigo,

ando num perído de intenso trabalho que não tenho tido tempo para usufruir o prazer das tuas palavras... Mas voltar é sempre um lufada de ar fresco na minha mente. Como sempre, consegues surpreender-me com a qualidade que imprimes nos teus poemas.

Bem-hajas!

mdsol disse...

Destaco:
"o jardim da ilusão diferencial
onde os humanos se irrigam uns aos outros
com o ar puro e a liberdade integral;"

:)))

mariab disse...

o amor aos verdadeiros valores da existência. assim o dizes. poeticamente.
beijos

dona tela disse...

O senhor já esteve naquele deserto? Deve ser muito lindo!

heretico disse...

vertigem de vida. plenitude. voo planado (de águia) sobre a realidade...

texto de excelência. como sempre.

abraços

isis de la noche disse...

la pureza de corazón.. es la inocencia primordial.

Y cuando viajo a través de tus palabras, por la estela de luz que conecta este mundo con el de tu corazón, veo la esencia de cristal de la que nacen, y vuelvo a creer que la poesía que habita en todo átomo de esta magnífica creación, solo es descubierta por una mirada transparente, por la mirada del corazón puro...

Fascinada de leerte, una vez más ;)

besos!!! que tengas unos días maravillosos... ;)

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Véu, a tua sensibilidade é encantadora!
Em cada metáfora, me permito viajar... Permito-me viagens guiadas por ti, por tuas palavras!
No jardim da ilusão criada por ti, voo e carrego em meus olhos a inocência.

Beijos e borboleteios

Graça Pires disse...

"Orgulho de viver e ser feliz
num impulso que jamais se contradiz
e onde a felicidade tem a vida por raíz"
É a plenitude da vida. Um abraço.