sexta-feira, 18 de setembro de 2009

QUANDO A VOLÚPIA SE RASGA..

FJADE VERMELHA [Mariah Carey- Love Takes Time-Barra de vídeo].
***
Quando a tua volúpia se rasga,
E trazes a saudade nos olhos,
O meu véu é néctar em taça,
E o teu rio leveza nos folhos...
Véu de Maya

6 comentários:

~pi disse...

flor que abre

[ flor

que sabe,





beijo grande






~

Rosemildo Sales Furtado disse...

Estou de passagem por indicação da Eterna sonhadora. Realmente, o espaço é muito bonito e aconchegante. Dotado de belas imagens.

O poema é pequeno na estrutura, porém, gigante na profundidade. Parabéns!

Abraços,

Furtado.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO LUÍS, MAGNÍFICA POSTAGEM AMIGO... BELÍSSIMA!!!
UMA BOA TARDE DE SÁBADO AMIGO!!!
ABRAÇOS DE TERNURA,
FERNANDINHA

heretico disse...

taça repleta. que se faz rio...

belo

abraços

mundo azul disse...

_________________________________


...bonito!!!


Beijos de luz e um domingo feliz!


__________________________________

Cidinha disse...

Oi, Luis, tudo bem com você? Adorei a leveza destes versos, sempre muito bom passar por aqui.

abç
Cidinha