quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Este Sonho Virginal/ Albinoni



copyright
*****
Neste espelho vital que entre versos entrelaço,
Convoco as estrelas longínquas
Para um abraço virginal.
*
Que é só com luz e paixão
Que se vence a fraqueza e o cansaço
E a vida no seu todo clama 
Por desafios e triunfos, mas colo e regaço.
*
Neste canto solitário, mas imenso e feliz,
Onde subo às estrelas-
Essas companheiras predilectas do céu-
*
São elas quem mo diz: és um poeta da vida,
Desde os sonhos até à raiz,
Tão genuíno que nenhum dos teus versos,
Nisso, te deixaria sem matriz.
*
Mas, se sobes tão profundo,
Deve também o poema descer 
Ao coração do Mundo:
Dores, euforias, guerras e prantos.
*
E ao coração da Vida-
Desertos e vazios, desafios e encantos.
*
Que a todos entrelaço, neste poema de estrelas,
Que é de amor e riso a celebrar tanta vida
Perdida e desprendida por cantos e recantos.
*
E fico assim-em suspenso-
Neste barco solitário mas sublime,
Onde as estrelas-essas predilectas ninfas do céu-
Me vêm entrelaçar...
*
Até que rasgos mais eficazes
Que não tão frágeis e efémeros como o poema,
Venham transitar nesta paixão vital.
*
E trazer à Vida e ao Universo, este abraço virginal
Que é tão urgente e universal?...


Véu de Maya

3 comentários:

Rembrandt disse...

Como siempre vengo a tu casa a disfrutar de tus letras Luis.
Bellísimo post, lleno de magia y si de magia hablo, deseo para tí que la Navidad te colme de Paz y Amor, que la Luz Divina ilumine tu camino querido amigo.
FELIZ NAVIDAD !!!

Muitos beijinhos desde el Sur y gracias por tus bellas palabras.
REM

heretico disse...

os melhores votos de BOM ANO

forte abraço

mariam [Maria Martins] disse...

... passei para desejar um Feliz 2016!
beijinhos e saudades daqui :)
mariam