segunda-feira, 9 de julho de 2012

SILÊNCIO ESTRELAR



*****
Quero este silêncio de fogo
Que me incendeie as palavras
E as puxe para as estrelas
Como a paixão às rosas vermelhas;
*
Quero este silêncio intenso
Que me oxigene as palavras
E as enlace às plumas do tempo
Por rotas de liberdade sagradas;
*
Quero este silêncio de espanto
Que ao reflectir pelas estrelas
Volte de encontro às vidas terrenas
Até as curar de serem pequenas;
*
E ficar assim-leve-num voo profundo
A lançar afagos aos abismos do mundo...
Em contra-dança com os anéis do destino!
Baile de máscaras sublimes que visto
Até ser de cristal o silêncio em que habito!...

Véu de Maya


PS. Clique no vídeo  em alterar qualidade e depois em 3D...e explore as potencialidades de imagem e cor.... 

1 comentário:

heretico disse...

eloquente o "cristal de silêncio"...

belo. teu poema.

abraço